Companhia Arte em Espetáculos

domingo, 13 de agosto de 2017

Homenagem aos Pais (13/08/2017)


Oh! Pai, Criador do Universo
Ser pai é algo tão sublime! 
Apesar dos novos conceitos
Sem preconceitos
Todo pai é um segmento do pai divino
Nós filhos somos a realização 
De quem abraçou essa missão
Seus reflexos diretos
Conforme o caminho apontado
O filho bem orientado
É homem de bem, educado
Eu sou alguém de muita sorte
Além do amado pai de sangue
Tive o sogro, pai por afinidade
O avô materno e avô paterno 
Exemplos de caridade e amorosidade
Meu marido, pai dos meus filhos
A oportunidade da maternidade
Amigos, cunhados, filho e sobrinho 
Todos são pais atuantes de verdade
De quem muito me orgulho
Aos que já partiram
Rogo com fé no coração
Que tenham atingido a iluminação 
E aos pais presentes 
Agradeço e peço proteção 
Que todos tenham saúde, alegria
E infinitas felicidades
E deixo  a mensagem:
Ser pai é respeitar para ser respeitado
Repassando essa virtude sublime ao filho  
Certamente o reflexo será no próximo, 
Na escola e na sociedade.
Ser pai é missão divina,  verdadeira
Nunca termina, dura mais que a vida inteira.
É para a eternidade.
Feliz Dia dos Pais
Rosana Montero Cappi
13/08/2017



Meu pai, eu e minha irmã



quarta-feira, 5 de julho de 2017

quarta-feira, 21 de junho de 2017

Camélia ( trova)

Camélia, tão linda flor
    que hoje para mim sorriu
      mostrando a vermelha cor
     do tenro botão que abriu"

Rosana Montero Cappi
foto da primeira flor do ano do meu pé de Camélias vermelhas




segunda-feira, 12 de junho de 2017

12 de Junho - Dia dos Namorados


                                 

quarta-feira, 31 de maio de 2017

Projeto Ondulações - Casa de Repouso Firenze 24/05/2017

Apresentações: 
Vicente Montero: Músicas Brasileiras e italianas 
Dalva Saúdo: Contação de História
Rosana Montero Cappi: Canção Coração de Gratidão
Teresa Azevedo: Poema


Projeto Ondulações de Teresa Azevedo, 
pelo Portal do Poeta Brasileiro




















Manifesto Poético por Um País de Respeito






quarta-feira, 26 de abril de 2017

O Perfume da Rosa


O Perfume da Rosa

Em memória do querido amigo Pinduka
Julio Cesar Perrotta de Andrade ( 04/11/1951 – 14/09/2015)

Aonde vai o rapaz
Com uma rosa na mão
E amor no coração?
Ande vai o rapaz
Com uma rosa na mão
Cantarolando uma canção?
Vai caminhando alegre e feliz
E uma flor por dia entregando 
E a namorada encantando.  
Vai sonhando acordado
O rapaz apaixonado
Ao ofertar um botão de flor
Ao seu grande amor.
Tão depressa o tempo passou
A juventude  e  a vida do rapaz levou
Agora é sua amada
Quem lhe entrega flores
Em sua última morada.
Na lembrança amorosa
Permanece o perfume da rosa.

Rosana Montero Cappi 


                           Pinduka e Lenira